Por Ricardo Stumpf Alves de Souza

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010




Café Requentado

Mais uma carta meio irada do Sr. João de Carlito ao blog.
Vejam bem, prezados leitores, o que está acontecendo é que uma pessoa que não está acostumada a ser criticada está tentando calar os críticos. Não percebeu que os tempos mudaram.
O que não é mais possível é que uma festa tão importante como o carnaval fique nas mãos de uma só pessoa, que faz o que quer, sem consultar ninguém, achando que só ele sabe o que o povo de Rio de Contas gosta.
Mas o que eu tenho ouvido na rua são só reclamações.
Na verdade João de Carlito faz um carnaval para que alguns ganhem muito dinheiro, vendendo muito para quem vem de fora, sem se importar com o caos que se instala na vida dos riocontenses.
Quem mora no centro (ou mesmo nos bairros) tem a vida virada num inferno, com os carros de som à toda ou com as casas alugadas com som na porta e um monte de gente pelada nas ruas, dançando com bebida nas mãos o dia inteiro, músicas da pior qualidade, pura baixaria.
Os idosos passam mal, as crianças de colo não conseguem dormir e as pessoas que trabalham durante o dia ou simplesmente querem descansar no feriado, não tem um minuto de paz.
Será que ele perguntou a esses moradores se é isso que eles querem? Ou vai dizer a eles o que me disse, que se não gostam tem de ir embora da cidade?
Até quando vamos ter que ver nossas ruas e praças se transformarem em banheiros e puteiros, com gente urinando e defecando pelas esquinas, fazendo sexo publicamente ou cheirando cocaína na frente das famílias?
Porque segundo ele, é isso que o riocontense quer.
Quem já teve bar ou restaurante, como eu, sabe que a música seleciona a clientela.
O tipo de música que se toca naquele palco do axé, atrai esse tipo de gente, que só quer esculhambar nossa cidade. Outras cidades históricas, como Pirenópolis, em Goiás, resolveram proibir as baixarias, justamente para selecionar um público mais educado. Isso era o que se esperava desse governo, que se intitulava "da mudança".
Na verdade o que precisamos é de uma Secretaria de Cultura, que dialogue com os artistas e com o povo da cidade, ocupada por uma pessoa competente e séria, que promova um amplo debate sobre o carnaval e retire das mãos do sr. João de Carlito o controle das festas e da contratação das bandas.
Para reivindicar isso e outras coisas, é que estamos fundando a Associação Riocontense de Cultura e Arte, a ARCA, onde caberão todos os artistas da cidade, assim como os produtores culturais, e que poderá fazer projetos próprios e se libertar de mendigar favores à Prefeitura.
Por fim, quero apenas anotar, que não estou à serviço da oposição, como diz João de Carlito. Creio que ele se refere ao pessoal do 25, ao qual parece devotar um ódio todo especial, haja visto a perseguição aos restaurantes de Soraya e Rodrigo.
Na verdade estou na oposição a este governo por causa desses desmandos, principalmente na área da cultura, mas não tenho nada a ver com seus desafetos do 25. Todos sabem que fiz campanha para Neto e ultimamente me filiei ao Partido Verde, que não participa deste governo.
No começo apoiei Márcio e até critiquei seus opositores, mas depois de ver que os velhos esquemas estavam sendo remontados parei de participar de qualquer coisa na Prefeitura, inclusive do Plano Diretor.
Não gosto de café requentado.

Abraço a todos

Ricardo Stumpf

Abraço a todos

Ricardo Stumpf



8 comentários:

Anônimo disse...

ESSE RICARDO STUMPF CADA DIA MAIS IDIOTA.
NAO SE MUDA NADA DA NOITE PRA O DIA.
O PALCO ALTERNATIVO COLOCADO DESDE O O ANO PASSADO É O INIICIO DA MUDANÇA DO CARNVAL. VAI SE CHEGAR UM TEMPO EM QUE HAVERÁ SOMENTE UM PALCO E SO COM MARCHINHAS DE CARNVAL VC JA PERGUNTOU ISSO PRA O PREFEITO SEU IMBECIL?
ESSA TUEMINHA DO PT-PV SÓ TA COM DOR DE COTOVELO.

Claudete Eloy disse...

Pelos termos baixos usados neste comentário dá para até adivinhar quem o remeteu. Sou amiga de Ricardo Stumpf e conheço sua capacidade, honestidade e espírito crítico. É ouvindo as críticas dos inteligentes que os menos favorecidos de Q.I. aprendem e crescem. CRESÇA! Quem sabe você aparece, ao invés de se esconder no anonimato.

DOÑA JAVIERA LUNA disse...

Uyyyy...PUEBLO CHICO INFIERNO GRANDE. Ya ví que eso ocurre en todas partes del mundo. Si yo fuera Riocontense me iría a vivir a Rio de Janeiro.Allí por lo menos creo que habría un debate mas educado puesto que hay una massa crítica intelectual de mayor tamaño. Y yo que pensé que Rio de Contas era un paraíso...

Ricardo Stumpf disse...

Puxa, que simpático esse anônimo, hein?
Eles não conseguem esquecer da eleição, tudo para eles é política.
Ficam furiosos com críticas.
Em tempo, eu não sou imbecil, mas você com certeza é um covarde, que se esconde atrás do anonimato.
Desculpem amigos leitores, mas não vou excluir esse comentário, para que vcs vejam o nível de governo que temos por aqui.
Minha amiga chilena tem razão de ficar horrorizada.

Anônimo disse...

Perguntar ao prefeito? Onde? Alguem sabe onde encontrá-lo sem estar cercado pelos seus ferozes guarda-costas? Ele é que devia vir a público dizer o que pensa e o que planeja fazer.Cabe a ele explicar e prestar contas à população das ações e intenções do seu governo. Cada dia que passa o município fica mais e mais nas mãos de um pequeno grupo. Pobre Rio de Contas! E quem não gostar que se mude? Simples este pensamento, para não dizer simplório. Algumas ditaduras se mantiveram assim: eliminando o que incomoda e calando quem tem coragem de se expressar. Êta democracia pelo avesso!!!

Vitor Augusto disse...

Sr.Ricardo; Sou cidadão de Rio de Contas, e venho agradecer pelo empenho mostrado em defender nossa cultura, com isso mostra aos governantes que nao se governa de forma abritaria, e sim com discussões e ideias onde o povo pode participar!!!
E peço que não desita nunca da nossa cidade!!
Grande Abraço

Anônimo disse...

O BLOG de Ricardo está bombando!!!Não te conheço cara,mais te admiro muito e fico feliz por tudo que você faz para defender uma cidade que não é só tua e sim de todos nós.PARABÉNS!!!Ah! quero te dizer que vc é muito inteligente.E como todo homem capacitado como vc,luta pelo bem estar das pessoas que o rodeiam.Abraços.

Anônimo disse...

QUEM NÃO GOSTAR QUE SE MUDE
Morei em Rio de Contas durante 6 anos e pude ver como os riocontenses tratam os que pretendem ajudar em alguma coisa. Primeiro eles sugam as ideias e depois descartam os autores para que não se destaquem. Tudo com medo de perder os postos que ocupam no poder. Isto acontece em todas as instituições de Rio de Contas. Melhor mesmo é deixar o município para os nativos. Tenho certeza que o atraso que hoje se vê não é culpa dos forasteiros, como são chamados os que escolhem aquele lugar para morar encantados com a beleza local. Aos poucos vão caindo na real e percebem que nada podem fazer pois os riocontenses querem é isto mesmo: a mesma vidinha de sempre. Deixem Rio de Contas para os riocontenses!!!