Por Ricardo Stumpf Alves de Souza

segunda-feira, 19 de julho de 2010

DULCINA

     A Mostra Dulcina de artes cênicas e artes plásticas, que ocorre a cada final de semestre em Brasília, é um exemplo de interação entre uma instituição de ensino e sua cidade.Todo semestre são muitas peças de teatro e exposições de artes plásticas, com entrada grátis para o público braziliense. Este mês de julho pude assistir a duas peças, Aurora da Minha Vida (foto acima) de Naum Alves de Souza e Anjo Negro (abaixo), adaptação da obra de Nelson Rodrigues. O talento de atores e diretores e a seriedade da mostra, garantem a qualidade dos espetáculos.
      O interessante é que a Faculdade de Artes Dulcina de Moraes, funciona em lugar precário, é particular, não recebe nenhuma ajuda do governo do Distrito Federal e apesar de viver em eternas dificuldades financeiras, cobra relativamente barato, atendendo uma faixa da população que não consegue entrar na elitizada UnB.
     Mas é lá que se sente a vibração da arte, talvez por ter sido fundada por artistas, com a finalidade de desenvolver e difundir as artes cênicas e plásticas, está muito distante das universidades caça-níqueis particulares que povoam nosso país, com a única finalidade de obter lucros (o site é http://dulcina.art.br/fadm/site/).
     A Dulcina é realmente um templo da arte e da cultura, de onde saem os principais atores que militam no cena cultural braziliense. Falta o GDF fazer alguma coisa por ela, ajudando a fazer crescer a semente plantada pela saudosa atriz Dulcina de Moraes, que abandonou o Rio de Janeiro, depois de uma carreira consagrada para semear no solo de Brasília seu amor pelo teatro e pelas artes em geral.
     Quem sabe Agnelo Queiroz, uma esperança de renovação para Brasília nas próximas eleições para governador, ajude a fazer crescer esse sonho, desapropriando parte do decadente conjunto conhecido como CONIC (inclusive o antigo Cine Atlântida, um dos melhores cinemas de Brasília, perdido para Igreja Universal), para que a faculdade possa se expandir sem precisar pagar aluguel, com verbas também para reforma do prédio que ocupa atualmente.
     Brasília merece.


3 comentários:

GLORIA CRUZ CONCHA R. - DOÑA JAVIERA LUNA disse...

Cuando cambiaste el look del Blog?. No me gustó. Quedó despersonalizado. Me gustan los Blogs en que uno VE el editor. La imagen es parte de la comunicación. Ojalá que lo cambies de nuevo.

Ricardo Stumpf disse...

Também não gostei da cor do seu cabelo.

GABRIELA disse...

OLÁ RICARDO, SOU UMA DAS ATRIZ DO ESPETÁCULO ANJO NEGRO E GOSTARIA DE AGRADECER AOS ELOGIOS. MUITO OBRIGADA